Sites de busca como aliados

Dicas sobre como orientar alunos para saber se um site oferece informações confiáveis


Adultos antenados e estudantes experientes sabem que dizer algo não o torna um fato, nem mesmo se o publicamos na internet. Mas como saber quais sites estão compartilhando informações confiáveis? A BNCC já traz essa preocupação desde suas competências gerais, quando na 5ª (Cultura Digital), reforça que é importante “Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de forma crítica, significativa e ética.”. Inclusive, já abordamos essa competência em um outro texto.


Mas hoje, nosso foco está nos sites de busca. À medida que os alunos do ensino fundamental e médio realizam pesquisas ou acessam a Internet em seu próprio tempo, eles precisam determinar a precisão do que estão lendo, revisando os sites com um olhar crítico.


É fácil desenvolver um site. Existem muitas plataformas (como o Wix) que permitem que as pessoas criem facilmente sites de qualidade profissional sem precisar aprender a programar. Isso significa que qualquer pessoa com acesso à Internet pode publicar praticamente qualquer coisa e, com as estimativas atuais de 1,145 trilhão de MB de dados sendo criados a cada dia, não é sensato supor que tudo disponível na Internet seja preciso e verdadeiro.


Os alunos do ensino fundamental e médio devem aprender a revisar sites por seu conteúdo, fonte e propósito. Ao se tornarem consumidores instruídos de informações, os alunos obterão uma melhor compreensão do que estão lendo e do contexto.


Tornar-se um “detetive” de sites é fácil quando os alunos sabem o que procurar. Os alunos podem revisar três aspectos de qualquer site para determinar a validade e a objetividade do que estão lendo ou visualizando: 1. aparência x conteúdo; 2. fonte de informação; e 3. finalidade do site.


Um site pode parecer bem administrado e profissional, mas incluir conteúdo impreciso. Do mesmo modo, o inverso pode ocorrer, com um site parecendo ser mal gerido, mas na verdade disseminar informações corretas. É útil que os alunos separem conscientemente a aparência de um site das informações que ele está compartilhando. Faça 4 questionamentos quando estiver avaliando um site:


1. O site é fácil de navegar? Os alunos querem entender como navegar pelas páginas e links rapidamente para encontrar informações sem confusão. Sites atuais devem carregar rápido e levar os visitantes ao material com o menor número de cliques possível. Isso inclui uma maneira eficiente de retornar à página inicial também.


2. Há muitos anúncios no site? Sites de qualidade se esforçam para reduzir distrações e manter o foco nas informações que fornecem. Anúncios, especialmente aqueles que ocupam um espaço visual significativo e recarregam continuamente, podem afetar negativamente o foco e a compreensão. Quando há anúncios em páginas da web, os alunos podem avaliar se os produtos anunciados fazem sentido para os sites específicos.


3. O site inclui muitos erros ortográficos, de sintaxe ou gramaticais? Editores de internet respeitáveis ​​se esforçam para publicar informações sem erros e fáceis de entender. A escrita cheia de erros pode ser difícil de ler e diluir o contexto.


Um ponto de atenção aqui diz respeito a sites que sejam administrados por pessoas que não têm a língua portuguesa como nativa mas que, ainda assim, postam conteúdos em português. Considere que elas ainda podem estar em fase de aprendizagem!


4. Os gráficos têm um objetivo? As imagens devem ter propósitos específicos, como ampliar a compreensão ou esclarecer informações. Os gráficos devem fazer sentido e não confundir ou simplesmente decorar o espaço de forma aleatória.


Além disso, é importante descobrir de onde as informações do site se originaram olhando a parte inferior de sua página inicial ou buscando na página “Sobre nós” ou “Perguntas frequentes”. Se uma organização estiver listada como fonte de um site, os alunos devem realizar uma breve busca para saber mais sobre a instituição.


Outras dicas nesse sentido são:

  • Os domínios de sites fornecem informações! O domínio, é o “link”, o que você digita na barra da internet para chegar ao site, também conhecido como URL (localizador uniforme de recursos). Aqueles que têm terminações como .gov ou .edu são atribuídas a instituições governamentais ou educacionais, indicando sua legitimidade.

  • O autor está qualificado para fornecer essas informações? Depois que os alunos compreendem que é o editor de um site, eles podem se aprofundar para saber mais sobre a pessoa ou organização. Descubra se e como a fonte do site está qualificada para fornecer as informações, realizando uma breve revisão do autor.

  • Confira algumas fontes. Sites confiáveis ​​geralmente fornecem links para outras fontes confiáveis, por isso é aconselhável revisar vários links para validar as informações. Se nenhuma fonte estiver listada, verifique se há outros sites que usam o atual como referência.


O propósito de alguém que está fazendo uma busca na internet pode ser variado. É por isso, inclusive, que existem sites de notícias e de opinião, por exemplo. Você pode compreender o objetivo de um site das seguintes maneiras:


1. Revise a página inicial e algumas outras. O site ou organização pode estar tentando vender um produto ou até mesmo promover um determinado ponto de vista. Um site tendencioso pode incluir anúncios de produtos ou organizações que apóiam seus ideais, ou pode haver blogs de artigos de opinião. Esse tipo de site tenta persuadir e pode incluir vídeo, imagens, música, interpretação parcial de dados e apelo às emoções, em vez de compartilhar informações imparciais.


2. Confirme o contexto das citações e informações. Pesquise suas origens para verificar o contexto dos originais e ajudar a determinar se o site é legítimo. Leva apenas um clique para inserir uma citação, então revise o texto e o contexto da frase original para entender o significado original. Se o site não incluir informações precisas de outras fontes, o objetivo provavelmente é persuadir os leitores.


3. Sites promocionais ou imparciais não devem ser universalmente vistos como ruins ou defeituosos. Na verdade, há muito a aprender com a compreensão dos pontos de vista dos outros. Às vezes, sites tendenciosos são publicados para apresentar material ridículo para entretenimento, o que pode ser particularmente desafiador para os alunos identificarem.


Uma vez que os alunos determinam que um site é aquele que eles desejam acessar, eles devem encontrar vários outros para usar na verificação cruzada de informações. Confirme verificando vários sites, jornais e até livros: uma só fonte não é suficiente. Com a inundação contínua de informações, é mais importante do que nunca ensinar os alunos do ensino fundamental e médio a revisar criticamente as fontes de suas informações.


Fazer todo esse processo pode parecer demorado, mas uma vez internalizados os passos, você verá como se torna muito mais fácil (e necessário!).

 

Referências:


Edutopia, por Amie Weinberg. “Teaching Students to Evaluate Websites”. Janeiro de 2022. Disponível em https://www.edutopia.org/article/teaching-students-evaluate-websites.


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo