Aliados em Tempos de Covid-19

Dicas para estabelecer uma boa comunicação entre escola e família


No último mês, todos nós nos vimos seguindo duas diretrizes máximas: se reajustar e se reinventar. Famílias e professores tiveram que se ajustar ao distanciamento social e o que isso significa para a dinâmica do lar. Professores se viram dando aulas à distância ao mesmo tempo em que seus filhos tinham que ficar em casa. Famílias tiveram que se ajustar às crianças em casa ao mesmo tempo em que aprendiam a trabalhar remotamente ou, como está sendo a realidade para muitas famílias brasileiras, enquanto ainda precisavam sair de casa para trabalhar. E sabemos que isso não tem sido fácil! A realidade é que há muito tempo ouvimos como é importante estabelecer uma boa comunicação entre escola e família (nós mesmos já falamos disso nos artigos “As 7 Características de Educadores de Sucesso” e “O Poder da Comunicação Positiva”), mas hoje, isso passou a ter uma relevância ainda maior. Com nossos alunos em casa e com a necessidade de ensinarmos à distância, é sempre bom podermos contar com os pais como aliados (e também tomar cuidado para não sobrecarregá-los!). E como podemos fazer isso? A seguir, trazemos 5 dicas práticas para você desenvolver (ou manter) o vínculo com a família dos seus alunos.


  1. Tenha uma base de contatos estruturada Muitas escolas têm a lista de contato com telefone da família dos alunos, mas nem sempre ela está atualizada ou considera a melhor forma de comunicação. Se você não tem isso disponível, a primeira coisa a ser feita é montar essa lista! Para fazer isso, você pode partir de algum contato de telefone que você já tenha de algum familiar e ver se essa pessoa conhece outros responsáveis. Com isso, você pode ir expandindo a base até atingir os familiares de todos os alunos. Outra opção é usar redes sociais como Facebook e Instagram. Dependendo da idade dos alunos, eles próprios já estão presentes nas redes sociais e podem te ajudar a chegar em todos os responsáveis.

  2. Entenda as necessidades de cada família Use esse momento como oportunidade para entender melhor a realidade de cada família e que tipo de apoio eles estão precisando. A escuta é uma ótima ferramenta para construir um vínculo positivo com alguém. Uma forma de fazer isso é enviar um questionário simples para entender os recursos disponíveis, como celular, computador, internet, etc. O Google Forms é muito bom para isso e fizemos um modelo que você pode copiar aqui, mas existem também outras opções como SurveyMonkey ou Survio.

  3. Determine uma estratégia de comunicação Com base nas respostas do formulário, estabeleça uma estratégia de comunicação que inclui: hora, conteúdo (se será só informativo, com atividades para os alunos, com atividades para a família realizar junta, etc.), frequência (todos os dias, só terça e quinta, etc.) e meio (grupo no Whatsapp, no Facebook, etc.). Crie um cronograma e compartilhe com os familiares dos seus alunos para criar consistência na relação que está sendo construída. Lembre-se de sempre checar se está dando certo ou se existe algo que pode ser mudado para melhorar a interação entre vocês.

  4. Mostre abertura para uma comunicação de mão dupla Usar os meios de comunicação para informar os pais sobre decisões da escola, atividades dos alunos em casa e ideias divertidas para a família é um ótimo ponto de partida, mas não se esqueça de que o diálogo faz com que o vínculo entre escola e família seja ainda mais forte. Dê abertura para que os familiares usem esse canal também para tirar dúvidas, para buscar acolhimento ou como apoio, em conteúdos ou mesmo emocional. A pandemia pode estar gerando muitas dúvidas sobre como agir, estresse por questões de saúde ou mesmo financeiras e muita ansiedade para todos. Ao criar esse espaço, você está também desenvolvendo uma comunidade - algo muito importante para a aprendizagem dos alunos e que pode trazer benefícios inclusive quando a pandemia passar!

  5. Traga notícias positivas dos estudantes Aproveite que você está construindo esse espaço e use esse momento para incentivar as famílias a se envolverem mais com a escola, sempre trazendo notícias boas sobre comportamento ou desempenho acadêmico dos alunos. E quando tudo isso passar, continue contando as coisas boas!

Esperamos que isso te ajude a desenvolver uma comunidade ainda mais forte com seus alunos e os familiares deles. Uma boa comunicação entre escola e família é chave para garantir o aprendizado, ainda mais em meio a essa pandemia. Não deixe de compartilhar com outros professores, seguindo nosso movimento de #EuEnsinoDeCasa! Você tem conseguido trocar com os familiares dos seus alunos? Conta pra gente como foi sua experiência!

74 visualizações

EU ENSINO

Conectando experiências, desenvolvendo líderes.

whats t.png
  • Facebook Basic Black
  • Black Instagram Icon
  • YouTube
  • LinkedIn
  • Twitter