Competências socioemocionais ajudam na disciplina?

Dicas práticas para ajudar professores na capacidade de identificar e lidar com as emoções


Ter competências socioemocionais significa ser capaz de identificar e conseguir lidar com as suas emoções, além de se relacionar com o outro de forma positiva, mediar conflitos e solucionar problemas. Parece simples, mas muitas pessoas não possuem essas habilidades, porque eram consideradas pouco relevantes até pouco tempo e por isso não eram ensinadas. Hoje em dia, entretanto, se reconhece cada vez mais a importância dessas competências, que proporcionam - segundo diversas pesquisas -, maiores chances de sucesso pessoal e profissional. Por isso, tem-se falado muito em trabalhar estas habilidades em sala de aula. O difícil, porém, é saber como aplicá-las. A técnica RULER, do acrônimo em inglês, traz dicas práticas para ajudar professores na capacidade de identificar e lidar com as emoções. Ela consiste em 5 passos:

  1. (Recognize) Reconhecer que está vivenciando uma emoção - normalmente através de pistas não verbais (expressão facial, a postura, o tom de voz, o gesto)

  2. (Understand) Compreender e estar ciente das causas e consequências das emoções (desde o que as suscita até as consequências que ela gera no comportamento e pensamentos)

  3. (Label) Nomear a emoção para que ela possa ser identificada com maior facilidade em outras ocasiões ou circunstâncias

  4. (Express) Expressar as emoções, seja de forma verbal ou não verbal (levando em consideração que, a depender do momento, uma forma é mais apropriada que outra)

  5. (Regulate) Regular as emoções e utilizar estratégias de forma a alterar estados emocionais e adequar-se a si, aos outros ou à situação

Sabemos que garantir a sua aplicação não é fácil, mas é algo que deve sempre estar na mente do professor. Inclusive, é importante atentar sobre a dificuldade dos alunos de fazerem o passo a passo. Dessa forma, quando eles agirem de maneira inadequada, o professor compreenderá que tal ação pode ser resultado da incapacidade de saberem o que estão sentindo e a forma adequada de lidar com esse sentimento. Para vocês terem uma ideia, sabia que crianças pequenas, às vezes quando ficam zangadas com o colega e querem demonstrar o descontentamento, acabam mordendo o amiguinho? Eles fazem isso porque não conseguem expressar seus sentimentos. Por isso é importante aprender. Cabe a nós, portanto, tentar ajudá-los a conseguir esse feito. E como garantir que eles alcancem os 5 passos do RULER? Entre as práticas que podem ser aplicadas em sala de aula está a "disciplina auto centrada", em que o aluno é capaz de se autodisciplinar. Para conseguir isso, trazemos algumas práticas a serem realizadas pelo professor:

  • Estruturar regras em conjunto com os alunos: Dessa forma, o aluno se sente pertencente, escolhendo regras que fazem sentido para ele. Assim, ele não poderá reclamar, e quando o fizer, pode ser questionado sobre porque, naquele momento, não concorda com a norma, sendo levado a pensar sobre seus sentimentos, e tentar expressá-los.

  • Implementar consequências lógicas para a infração de regras, podendo ser feito em conjunto com os alunos: As consequências devem ser lógicas (se o aluno colou, ele deve, por exemplo, zerar a prova ou ter que refazê-la, e não ficar suspenso, por exemplo) para que os alunos compreendam o sentido das regras. A proposta de ser feita em conjunto é para o aluno compreender que a consequência não é porque o professor é "malvado". Essa é a técnica 2 da nossa Trilha Formativa!

  • Solicitar ao aluno para refletir e redirecionar o seu comportamento quando ele for desobediente: Esse ponto tem muita relação com a prática anterior. O aluno deve compreender porque sua ação foi considerada "errada", o que essa ação causou nos outros, assim como o quê o motivou, tornando-o mais consciente de suas ações e emoções.

  • Gerenciar debates em sala, para que os alunos resolvam seus problemas: Nesse momento, os alunos devem expressar o que estão pensando e suas emoções. É um grande desafio para que eles reflitam sobre a técnica RULER.

  • Apresentar estratégias para lidar com as emoções que permeiam o aprendizado (frustração, estresse): Nesse processo, o professor está auxiliando o aluno a alcançar os passos da RULER. Um bom momento para falar sobre isso é antes e após provas, de forma a trabalhar com os alunos essas emoções e tentar ajudar a amenizá-las.

Com essas ações, espera-se que os alunos sejam capazes de identificar e regular suas emoções, possibilitando que tomem decisões e ajam de forma mais responsável e consciente em sala de aula. Sabemos que é difícil, mas que tal aceitar o desafio de tentar aplicar nas suas turmas? Só não pode esquecer de ser consistente com as regras e consequências combinadas! Aplique-a sempre! Depois conta pra gente como foi a experiência. Vamos adorar saber!

Referências: Tennessee Department of Education. Incorporating Social and Emotional Learning into Classroom Instruction and Educator Effectiveness: A Toolkit for Tennessee Teachers and Administrator. June, 2015.

37 visualizações

EU ENSINO

Conectando experiências, desenvolvendo líderes.

whats t.png
  • Facebook Basic Black
  • Black Instagram Icon
  • YouTube
  • LinkedIn
  • Twitter