Como ter uma boa relação com a equipe escolar?

Ações que podem ser tomadas pelos gestores para garantir essa boa relação


Para que a escola funcione em sua melhor versão e que os alunos consigam ter acesso à educação de qualidade que merecem, o trabalho de muitas pessoas está envolvido. Sendo assim, é de extrema importância que haja uma boa e produtiva relação entre a equipe escolar.


Mas como garantir isso? Sugerimos aqui algumas ações que você, como gestor(a) da escola, pode tomar.


1. Servir como modelo:


Querendo ou não, a liderança assume um papel de exemplo na escola, de maneira que suas ações irão repercutir demais no comportamento não apenas na equipe, mas também nos estudantes. Devido a isso, é essencial que o gestor(a) atue de acordo os comportamentos que deseja para toda a comunidade escolar.


É importante, entretanto, que esses valores sejam informados de maneira clara para a equipe, e, de preferência, estabelecidos em conjunto. Pois mesmo que você aja buscando colocá-los em prática, o fato de você, como indivíduo, acreditar neles, não é uma premissa para que o resto da comunidade escolar esteja de acordo e consciente da necessidade de também segui-los.


2. Criar um ambiente acolhedor e no qual haja equidade


Para garantir que haja uma boa relação entre a equipe é importante que todos se sintam confortáveis no ambiente. Muito além de colocar um café e bolo para os professores e demais membros da equipe, é importante que haja respeito, tolerância e empatia. Para tal, uma sugestão é a criação colaborativa de normas de convivência.


Além disso, um espaço em que todos tenham as mesmas oportunidades é essencial. É importante que você, como gestor(a), tenha um olhar atento para garantir que não é sempre o mesmo professor que está assumindo as frentes ou que aquela professora, por estar há mais tempo na escola e ter mais conhecimento, acaba ganhando mais destaque. Para que essa premissa seja posta em prática e conhecida por todos, é necessário que ela seja falada e reforçada abertamente. Aproveite momentos como reunião de professores e planejamento escolar para avisar à equipe que as oportunidades serão oferecidas de maneira igual a todos, e cumpra com o prometido.


3. Deixar um canal de comunicação aberto


É muito importante que os professores e demais pessoas da equipe escolar se sintam confortáveis para conversar com você. Essa premissa é essencial para manter uma relação positiva, honesta e de confiança.


Para garantir que isso ocorra, é importante que você, enquanto gestor(a), se preocupe genuinamente com sua equipe, tanto sobre questões profissionais do dia a dia quanto sobre questões pessoais. Para tal, é necessário um olhar sensível para os acontecimentos diários e para os membros da comunidade escolar.


Além disso, é importante fornecer momentos de conversa e praticar a escuta ativa. Nessas ocasiões, deve-se buscar compreender e realmente refletir sobre o que a pessoa está falando, ao invés de manter a mente em outras demandas ou na elaboração das respostas que irá dar.


4. Confrontar quando necessário


Embora estejamos falando sobre garantir uma boa relação e um ambiente acolhedor, um fator importante para que isso ocorra, por mais que no início pareça controverso, é confrontar diretamente quando for necessário.


Isso porque, ao não expor a questão de forma franca e sincera, dificilmente o problema identificado será solucionado, podendo causar indisposições ainda maiores, e no futuro até mesmo uma reação mais abrupta pelo acúmulo dos incômodos.


Além disso, não é justo com a pessoa que ela não esteja ciente do que está acontecendo e do que está fazendo que não é positivo ou que deve ser melhorado. Permitir que ela tenha essa reflexão é importante para que possa se desenvolver pessoal e/ou profissionalmente e para garantir a todos um ambiente de trabalho confortável e positivo.


Isso não quer dizer, entretanto, que você enquanto gestor(a) deverá brigar ou expor sua equipe, mas sim que é necessário que haja conversas para alinhar expectativas e que você exponha de maneira sincera e cautelosa os pontos que devem ser melhorados.


5. Estabelecer uma cultura de devolutivas


Relacionado ao tópico de confrontar quando necessário, é importante saber como expor os pontos de melhoria da pessoa e que ela, por sua vez, acolha seus comentários e reflita sobre isso antes de reagir. Para que isso ocorra, ambos devem estar acostumados às devolutivas. Portanto, é importante que haja essa cultura na comunidade escolar de fornecer e receber devolutivas, sejam elas positivas ou de melhoria.


É importante ainda abordar o tema com a equipe, explicando que o intuito da ferramenta é garantir uma melhor relação de trabalho e o desenvolvimento de todos. Sendo assim, de um lado, para quem está fornecendo a devolutiva é muito importante pensar na pessoa que está recebendo. O receptor, por sua vez, deve levar em consideração que o objetivo principal é o seu desenvolvimento.


Após essa introdução, o(a) gestor(a) deve incentivá-los a darem e receberem devolutivas positivas e de melhoria inclusive para seus colegas e superiores.


Sem dúvidas, os pontos citados não são simples de serem implementados, porém criam uma relação de trabalho positiva, honesta e acolhedora, que é extremamente essencial para garantir que os professores e demais membros da equipe escolar tenham o suporte necessário para terem um ótimo desempenho, garantindo assim uma educação de qualidade aos alunos.

Referências:


Australian Council for Educational Research. 2018. “Principal Performance Improvement Tool”.


1 visualização0 comentário

EU ENSINO

Conectando experiências, desenvolvendo líderes.

whatsapp
  • Facebook Basic Black
  • Black Instagram Icon
  • YouTube
  • LinkedIn
  • Twitter