Como manter os alunos organizados no ensino híbrido

Com o sistema certo, os alunos estarão mais preparados para cumprir suas atividades


Se você está ensinando em um modelo híbrido ou se preparando para isso, você provavelmente enfrenta/enfrentará uma série de desafios enquanto tenta manter todos os alunos em dia com suas atividades, tanto os que estão na sala quanto os que estão aprendendo de casa.


Os alunos recebem uma quantidade enorme de e-mails e outras comunicações digitais ao longo do dia que precisam ser organizados, e os que estão remotos não têm o benefício dos bilhetinhos colocados na sala de aula, lembretes pessoais de professor e colegas, ou os sinos tocando para dizer a eles que é hora de fazer a transição de uma aula para a próxima. Mais confusão pode ser introduzida quando alguns estão na escola em um dia e em casa no outro, e entre os alunos que se deslocam entre pais, babás e outros cuidadores durante a semana.


O sistema abaixo foi desenvolvido pela professora Kasey Short e tem como objetivo apoiar os alunos na organização de suas atividades e na manutenção da motivação do dia a dia escolar. Sistemas online mantêm os alunos atentos e as estratégias específicas guiam sua própria organização.


1. Estabeleça rotinas


Use uma única plataforma remota sempre que possível. Disponibilize uma programação diária, listada por data, na qual os alunos podem clicar para ver o que está reservado para aquele dia específico, mas também a programação de uma semana inteira com antecedência para que eles possam planejar conforme necessário.


Poste as tarefas usando um formato consistente. Uma ideia é agrupá-las por unidade e, quando uma unidade é concluída, ela pode ser movida para a parte inferior da página. Todas as tarefas que devem ser feitas podem ser marcadas com uma data de entrega, formando uma lista de tarefas. Os materiais do curso que não precisam ser entregues podem ser enviados usando o rótulo “materiais”, evitando que se misturem com as tarefas e formando um fluxo que pode ser usado apenas para avisos e lembretes.


Dividindo o conteúdo de modo consistente, mantendo as tarefas agrupadas por tópico, e usando uma só ferramenta digital para ajudar no controle de entregas e datas, os estudantes podem manter-se focados e navegar tranquilamente pelos materiais disponibilizados.


“Eu começo e termino a aula da mesma maneira todos os dias: a aula começa com uma revisão da programação diária e das próximas tarefas e termina lembrando aos alunos o que é devido no dia seguinte, além de dar tempo para os alunos presenciais e remotos fazerem perguntas.”, sugere a professora Kasey Short


2. Dê informações previamente


A natureza do ensino híbrido exige que os alunos planejem muito mais. Por isso, encorajamos que você dê a eles um aviso prévio de no mínimo uma semana para todas as tarefas e que gaste alguns minutos no início da semana revisando o que é devido naquele período. Se eles souberem que têm uma tarefa futura que pode ser desafiadora, é importante também incentivá-los a planejarem uma conversa com você quando estiverem na sala de aula física para obter ajuda ou esclarecimento.


3. Garanta que as informações sejam objetivas


Seus alunos provavelmente podem se sentir um pouco sobrecarregados com a grande quantidade de informações que recebem, tanto presencial quanto remotamente. Isso pode levá-los a perderem alguma(s) dela(s) pelo caminho, o que pode ser prejudicial para o bom acompanhamento das atividades. Por isso, é essencial fazer um esforço para reduzir a quantidade de texto que você escreve, além de usar marcadores e se certificar de que todas as informações que envia são de fato essenciais. Desse modo os alunos têm maior probabilidade de ler, compreender e responder conforme necessário.


4. Mantenha as famílias informadas


Como os alunos trabalham remotamente metade do tempo no modelo híbrido, é útil que os responsáveis tenham uma ideia do que devem ver os alunos fazendo e quais perguntas devem ser feitas sobre o conteúdo. Uma sugestão é, sempre no final da semana de aula, enviar uma mensagem ou e-mail para as famílias com um breve esboço do que fizeram naquela semana, as próximas tarefas, questões para discussão e todos os materiais de que os alunos precisarão na próxima semana. Um complemento a isso é copiar ou incluir os pais em todas as comunicações envolvendo tarefas, assim eles podem ficar por dentro e ajudar os alunos com os prazos.


Já trouxemos também nesse post informações importantes sobre a comunicação positiva com as famílias. Que tal dar uma conferida depois de terminar de ler esse artigo?


5. Dicas para organização e engajamento dos alunos


- Listas de coisas a fazer: encoraje seus alunos a manter uma lista constante e sempre atualizada de coisas a fazer, preferencialmente em uma plataforma online compartilhada com seus pais e com você, a fim de melhorar tanto sua organização, quanto poder contar com a ajuda dos adultos.


- Momento para organizar o e-mail/Whatsapp: é importante separar um tempo para organizar e revisar os canais de comunicação utilizados. Oriente-os a deletar mensagens antigas e ver as pendências para o período. Isso os ajudará a mantê-los digitalmente organizados, além de desenvolver habilidades organizacionais de um modo geral.


Além da organização de agenda e das plataformas, é muito importante manter um espaço físico minimamente organizado. Falamos sobre isso nesse post. Que tal começar dando o exemplo para os seus alunos e, em seguida, ajudá-los a seguir seus passos?


- Grupo de mensagens ativos em momentos específicos: há alguns dias atrás trouxemos as dicas de uma professora trabalhando com a EJA. Uma delas é bloquear o envio de mensagens pelos alunos no grupo de Whatsapp em momentos fora da aula, de modo que só o professor, sendo administrador do grupo, consegue enviar recados, materiais e tarefas. No horário da aula ou em outro momento específico acordado, você pode liberar o acesso geral para dúvidas e outras colocações.


- Materiais: peça aos alunos que façam uma lista de materiais essenciais para o ensino remoto e o presencial, assim eles terão mais facilidade em mudar de um ambiente para o outro a depender do dia designado.


Um último ponto importante é propor devolutivas periódicas com seus alunos, abordando tanto questões organizacionais quanto de acesso aos materiais e a qualidade das aulas. A partir delas você consegue constantemente desenvolver sua prática e aliar o que funciona melhor para você e para seus alunos.


Quais são as suas perspectivas para o ensino híbrido? Sua escola irá utilizar? Conta pra gente o que achou das dicas do post de hoje!

Referências:


SHORT, Kasey. “How to Keep Students Organized in a Hybrid Model”. Edutopia. Novembro de 2020.

74 visualizações0 comentário

EU ENSINO

Conectando experiências, desenvolvendo líderes.

whatsapp
  • Facebook Basic Black
  • Black Instagram Icon
  • YouTube
  • LinkedIn
  • Twitter