Como garantir um ambiente escolar acolhedor e de desenvolvimento?

5 ações que a gestão pode tomar para contribuir


A gestão tem um papel muito importante no ambiente escolar. Ela pode contribuir para grandes melhorias no desenvolvimento e desempenho dos alunos e professores, bem como pode desestimulá-los.


Como garantir então que as suas ações, como gestor(a), assegurem que todos se sintam acolhidos e pertencentes ao espaço escolar, bem como estimulados a darem o seu melhor? Compilamos aqui 5 atitudes que achamos muito interessantes e merecem ser discutidas!


1. Desenvolver uma visão compartilhada


Já parou para pensar, junto com a comunidade escolar, o que almejam para a escola? Quando todos ajudam a construir essa visão e se veem nela, se sentem responsáveis por alcançá-la e como uma peça importante para que aquele sonho se torne realidade.


Como isso funciona na prática? Uma sugestão é se reunir com a equipe escolar e levar o questionamento para eles. Juntos, devem apresentar sugestões e a mais votada irá compor a visão. O mesmo pode ser feito com os alunos, reunindo-os e identificando o que desejam que a escola alcance. Uma proposta legal é fazer um mural em que os alunos podem escrever, e o tema mais recorrente pode ser incluído à visão compartilhada escolar.


Uma observação é que essa ação é interessante de ser realizada no início do ano letivo. Assim, estudantes e corpo docente se sentem estimulados para o novo ciclo que se inicia.


2. Estabelecer objetivos coletivos


A elaboração desses objetivos pode ou não ser relacionada à visão. Caso estejam interligados, essas metas facilitam a compreensão de quais são os passos necessários para alcançar a visão, servindo como um orientador para as ações.


Entretanto, independentemente da conexão, objetivos servem como um estímulo - no geral, as pessoas se sentem realizadas quando os alcançam e compelidas a darem seu melhor para tal. Por isso mesmo é importante que as metas sejam coletivas, de forma a criarem um senso de comunidade e uma rede de apoio. Alguns exemplos de objetivos seriam: diminuir em x% a taxa de reprovados, ganhar uma competição regional que participem, etc.


3. Ter altas expectativas para alunos e professores


É muito importante que a gestão acredite e demonstre que estudantes e o corpo docente podem alcançar grandes feitos. Quando ela começa a exaltar seu corpo docente e discente, isso acaba estimulando que os demais dentro da comunidade escolar façam o mesmo, criando assim uma cultura de altas expectativas e um clima escolar de engajamento, suporte, empolgação e incentivo.


Sabe aquele projeto que um professor idealizou? Reconheça-o na frente dos seus pares, parabenize a ele e aos estudantes engajados na ação, encoraje-os a aplicarem a proposta para editais e feiras.


Com os alunos deve ser feito o mesmo - tanto para os que já se destacam, de forma que não percam o estímulo, quanto àqueles que apresentam mais dificuldades e/ou defasagem. Diversas pesquisas mostram como acreditar nos alunos pode trazer grandes melhorias no seu desempenho pessoal e acadêmico - inclusive temos um post sobre isso! Confira aqui


4. Distribuir a liderança


Que tal, quando surgir um projeto novo, como por exemplo Festa Junina, Formatura, ou quando aparecer uma demanda que você acha que algum professor ou até mesmo um aluno poderia auxiliar, pedir para que eles se encarreguem de uma parte ou da gestão completa da atividade?


A divisão das responsabilidades com o corpo discente e docente, além de dar uma aliviada para a gestão, também auxilia para que eles se sintam pertencentes e agentes protagonistas dentro do ambiente escolar, permitindo, inclusive, seu desenvolvimento pessoal e profissional.


5. Se preocupar com o bem estar e aprendizagem de todos


Último mas não menos importante, como gestão, é muito importante que haja uma preocupação ativa com toda a comunidade escolar. Como já falamos antes, as lideranças servem como modelo para o resto da escola.


Uma vez que ela demonstra o cuidado para que todos - independente de raça, gênero, renda, histórico - se sintam confortáveis e que possam aprender ao máximo dentro de suas limitações, é criada uma cultura escolar nesse sentido.


Para isso, devem ser realmente tomadas ações que coloquem em prática e garantam essa preocupação, seja através de projetos para debater os temas e/ou por meio de intervenções àqueles que não estiverem agindo de acordo.


Por fim, é importante lembrar que uma boa liderança é aquela que serve de exemplo. Quer garantir um ambiente escolar mais acolhedor e que permita que todos aprendam e se desenvolvam? É necessário demonstrar esses valores em ações.


Conta pra gente nos comentários o que você tem feito para estimular esses princípios em sua escola!

Referências:


NADELSON, Louis S; ALBRITTON, Shelly ; COUTURE, Valerie G; GREEN, Charlotte; LOYLESS Stacey D.; SHAWN, Erin. Principals’ Perceptions of Education Equity: A Mindset for Practice. Journal Education and Learning. Vol. 9. p. 1. Disponível em: <http://www.ccsenet.org/journal/index.php/jel/article/view/0/41269>.

236 visualizações

EU ENSINO

Conectando experiências, desenvolvendo líderes.

whats t.png
  • Facebook Basic Black
  • Black Instagram Icon
  • YouTube
  • LinkedIn
  • Twitter