• Eu Ensino

Como garantir a tal "qualidade de ensino"?

Transforme sua escola numa Comunidade de Aprendizagem


Diversas pesquisas comprovam que a qualidade do ensino é o fator mais crítico no resultado dos alunos, entretanto as escolas não sabem muito bem o que fazer para garantir essa tal "qualidade de ensino". Afinal, o que é ela? Com certeza, existem diversas respostas para essa pergunta por aí. Mas hoje vamos falar de uma estrutura pedagógica baseada em três pilares, muito utilizada na Austrália na última década. De acordo com ela, os principais pontos para garantir a qualidade de ensino na sala de aula são: Qualidade Intelectual da Aula:

  • Professor apresenta profundo conhecimento do assunto

  • Alunos são capazes de ter profunda compreensão do assunto

  • Alunos e professores conseguem realizar pensamentos de alta complexidade

  • A aprendizagem é feita através de problemáticas (são postos problemas/desafios para o aluno pensar)

  • É feito o uso de metalinguagem

Qualidade do Ambiente de Aprendizagem:

  • Critérios para serem alcançados na aula são explícitos (objetivo da aula/ o que se espera alcançar)

  • Alunos estão engajados

  • O professor demonstra altas expectativas no aluno

  • A turma tem um ambiente acolhedor (apoio social)

  • Os alunos se auto regulam, sem necessidade da chamada de atenção do professor

  • Os alunos têm autonomia e fazem bom uso dela para tomar decisões sobre a aula



Pertinência do Conteúdo:

  • É feito o resgate de conhecimentos anteriores

  • Há uma conexão dos saberes culturais

  • Há uma integração de diferentes saberes

  • Há inclusividade dos alunos

  • O professor se conecta com os alunos e/ou conecta o conhecimento com suas realidades

Você deve estar pensando: "Ok. E como garantir que isso se aplique em sala de aula?" Se observarmos bem, esses pilares dependem muito do professor para serem implementados, mas muitas vezes, o professor não sabe como aplicá-los, e nem que precisa fazê-lo. Por isso a importância do desenvolvimento do professor, principalmente em momentos formativos na escola, para informá-lo e capacitá-lo. Legal. Muito se fala sobre o Desenvolvimento do Professor, mas como fazer isso na prática e de forma eficaz? Existem diversas técnicas requintadas, porém uma técnica mais "simples", se assim podemos dizer, praticada na Austrália na última década, tem mostrado ótimos resultados na responsabilidade ao ensinar, na qualidade do ensino e na confiança entre os professores. Essa técnica consiste na elaboração de Comunidades de Aprendizagem, a qual é composta por 4 ou mais professores. As Comunidades de Aprendizagem devem realizar "rodadas de aprendizagem", nas quais os professores vão assistir uma aula de um dos membros e, após, discutir sobre ela com base nos três pilares da estrutura pedagógica (Qualidade Intelectual da Aula, Qualidade do Ambiente de Aprendizagem e Pertinência do Conteúdo). As discussões serão realizadas sem focar no conteúdo, sempre demonstrando respeito ao professor. Inclusive, os professores podem lecionar diferentes disciplinas e anos/segmentos escolares. O processo da Rodada de Ensino de Qualidade consiste em três etapas, que deve ser repetida até que todos os professores tenham suas aulas assistidas:

  1. Discussão sobre os três pilares. Caso achem necessário, podem aprofundar nos tópicos com outros materiais de apoio.

  2. Observação da aula de um dos membros da Comunidade de Aprendizagem.

  3. Análise e discussão: cada um, individualmente (inclusive o professor que lecionou a aula), deve analisar a aula com base nos três pilares - Qualidade Intelectual da Aula, Ambiente de Aprendizagem e Pertinência do Conteúdo -, seguido de uma discussão em que todos devem contribuir.


Ao contrário do que se imagina, aqueles que participaram do teste sentiram uma sensação de segurança durante o processo, pois perceberam que todos estavam juntos na mesma situação, e que podiam contar uns com os outros para evoluírem. Além disso, a prática estimulou a cultura de aprendizagem entre professores na escola, uma vez que rompeu a barreira de observação de aula como uma forma de punição ou julgamento. Depois de tudo isso, que tal tentar a prática de Comunidades de Aprendizagem na sua escola? Conte para a gente como foi!



Referências:


GORE, J., LLOYDA, A., SMITH, M., Effects of professional development on the quality of teaching: Results from a randomised controlled trial of Quality Teaching Rounds, Teaching and Teacher Education Volume 68, November 2017, Pages 99-113. Link.

6 visualizações

EU ENSINO

Conectando experiências, desenvolvendo líderes.

  • Twitter
  • Facebook Basic Black
  • Black Instagram Icon